quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Maratona Caixa de Santa Catarina - ventãããão

Não, não corri a maratona...nem deu vontade, para ser bem sincera. Mas a prova foi muito interessante. Aliás, quando a Caixa Econômica participa, tenho visto que costuma dar certo.
A inscrição era meio cara, mas pelo kit, valeu muito a pena: camiseta da Fila, linda, meias da fila, uma toalhinha e porta-número!
Sendo a corrida no dia 30, dia 29 era dia de nhoque da fortuna, e assim foi meu jantar de massas, no Di Bernardi, que adoro, e estava show!
A largada era na Passarela Nego Quirido (sim, com i), boa escolha, porque tem bastante espaço e arquibancada para quem quiser assistir. Além disso, a largada era separada, primeiro para quem correria a maratona (iniciando pela elite, mas parece que teve um intrometido que tentou largar junto), e uma hora depois o pessoal de 10km (como eu) e 5km. Para completar, havia indicação dos paces pretendidos, embora sem qualquer fiscalização, e marcadores de ritmo.
Encontrei muitos conhecidos, era uma boa prova para iniciantes, porque basicamente plana, e com o povo da terrinha...
No meu caso, que eram 10km, a largada foi pontual, e sem maiores tumultos, porque apesar de iniciar na saída da Passarela, logo chegávamos à avenida larga em direção ao sul da ilha.
Correr dentro do túnel logo de início é legal demais, o povo todo gritando lá dentro e passando pelos maratonistas que já estavam no sentido contrário.
Clima aparentemente super agradável, sol que aparecia e sumia, temperatura amena.
Até iniciar os segundos 5km. O que era aquele vento nordeste?!! Típico de Floripa, era de derrubar magrinho! E não dá trégua, fica difícil demais correr, a não ser para quem já está acostumado. Eu já estive, mas morando em Blumenau, vento é algo que não me pertence. O vento é meu pior inimigo, disparado. Fico com dor de ouvido, me perco nas passadas, é horrível. Até segui a dica de um amigo experiente, passadas mais curtas, corpo inclinado para frente, dizer palavrão (essa foi ideia minha, só para liberar a energia), mas ainda assim foi sofrido. Imagina para quem ia correr mais de 15km assim?!
Quando entrei de novo no túnel, que alívio, parecia que estava descendo uma ladeira, porque não tinha o ventão.
Mas aí já estava terminando, era a descida final rumo à chegada, tudo muito bem sinalizado, organizado, medido e só alegria. Boa hidratação ao longo do percurso, farta, aliás.
Na chegada, agradável surpresa: além de isotônico, salada de frutas, devidamente embalada e fechada! Sei que nem todo mundo confia nos produtos manipulados, frutas, se estão frescas, etc, mas eu estava com uma fome, e pareceu tudo bem limpinho...
Como eu tinha acesso ao espaço da CEF, lá tinha um baita café da manhã, muitos sucos, e visão privilegiada da chegada dos corredores. Assim, esperei por ali o queniano seguido de perto do Adriano Bastos, brasileiro top. A chegada deles foi beeem emocionante, adorei.
Só que para mim não tinha acabado, porque meu treino de domingo eram 20km. Então, depois das frutas e do suco, bora para mais dez km, na direção oposta à do percurso da prova, encontrando os maratonistas e o vento nordeste...de novo. Mas aí estava sem pressa, era para terminar mesmo,  fui contra o vento na ida, ou seja, a volta foi mais agradável, e ainda vi vários conhecidos correndo.
Quando eu estava na beira-mar norte, nos 10km parte dois, vi uma placa indicando 28km da maratona...Devo confessar que só de olhar me deu um cansaço...nossa, mais 14km!!! Não, mais 14 e cento e poucos metros!!! Naquele momento vi que ainda não estou pronta para nada disso. E olha que adoro Floripa, correr lá, e todo aquele marzão para olhar.
Fiquei feliz porque corri meus 20km e terminei bem, inteira, feliz e endorfinada. E cansada.
Na prova, meu tempo foi bem ruinzinho, mais de 49', gosto e consigo fazer abaixo de 48', mas corri com a sabedoria de quem ia dobrar o trajeto, então não podia me acabar. Fiquei satisfeita por ter conseguido fazer isso, achei que não era capaz de deixar minha competitividade de lado nessas circunstâncias.
Afinal, estou treinando para o moutain do da Lagoa da Conceição...mas isso é assunto para o próximo post, e aí vamos falar de aventura!!