Declaração de amor à corrida em Floripa



Hoje é aniversário da minha cidade. Minha porque é minha favorita, porque foi onde cresci, me criei, estudei, trabalhei...no momento tudo no passado, porque não estou lá. É a cidade natal da minha mãe, dos meus irmãos, e meu pai já é cidadão honorário. Sim, Florianópolis. Eu não nasci em Floripa, na verdade. Meus pais faziam mestrado em São Paulo quando nasci, e com cinco meses de idade eu estava no pedacinho de terra perdido no mar.
Me considero florianopolitana, e falando de corrida, fui olhar fotos e basicamente as mais bonitas são de provas em Floripa. Que coisa, né? E isso em prova no asfalto, na trilha, na areia...no verão, na primavera, no inverno...impressionante. 
Cacupé...

A cidade não é exatamente plana, mas ela tem uma parte plana considerável para quem gosta de correr, que é a Beiramar norte. Nas praias do norte, tem muito lugar para correr, como Jurerê. Mas quer correr na areia? nossa, fartura então. Joaquina, Campeche, Moçambique e sua areia movediça, Daniela (com seu trecho curto, mas que termina no Pontal, com uma vista de tirar o fôlego). Quer morro? tem praia Mole, morro da Lagoa, morro da Cruz...
Joaquina...

Quer trilha? tem lagoinha, naufragados, barra da Lagoa...ai que delicia. 
No inverno pode fazer um frio forte, embora seja cada vez menos comum, mas é certo que quem corre em Floripa em algum dia vai experimentar correr no vento sul, gelado, que vai até os ossos. Vai experimentar também um vento nordeste, contra, que te faz se arrastar, parecendo que tem um elefante puxando teu cabelo para trás. 
E pode ter a chance de correr na ponte, em algumas provas, e por baixo da ponte Hercílio Luz, em obras, na maioria delas. O lindeza.
Num frio de lascar na ponte

Fiz bons tempos em provas de Florianópolis? Algumas vezes, mas também tive resultados péssimos, principalmente em dia de vento forte. Já fui para bater recorde e saí frustrada, e já fui com temporal e depois ganhei um arco iris e um ótimo resultado.
Acho que todo corredor quer ter a experiência de correr em Floripa. Então eu digo: vá! Tem provas de todos os tipos, o ano todo, e mesmo que ainda tenha gente que reclame que o trânsito fica interrompido, que "atrapalha", o maraturismo já é uma realidade em Florianópolis, em boa parte graças às provas em equipe Volta à Ilha e a série Mountain Do. Imaginem, a cidade já comporta duas maratonas, uma em junho e outra em agosto, ambas valendo para o ranking da Revista Contra Relógio.
Em geral as provas têm percurso parecido, mas querem saber? por que mudar? É o que tem de mais belo. 
Rio Vermelho.

Eu adoro correr em Floripa, é correr em casa. E nunca me canso de ver tanta lindeza.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A história de alguém fora do grupo de risco: de amiga de infância a coleguinha na corrida, com vocês a meiguice da Priscila Leite!

E para fechar com chave de ouro, quem eu quero ser quando crescer...Carol Sena!!

Gente como a gente, em busca do seu melhor: Ana Paula Martins e sua alegria!!